Filmambiente 2012 - Vencedores

O Júri de curta metragem decidiu dividir a Menção Honrosa entre os filmes Teclópolis e Passeio Matinal .

O júri decidiu premiar o filme de média metragem, O Tsunami e a Cerejeira em Flor, pela habilidade de retratar com sensibilidade a dor que as tragédias trazem e nossa capacidade de recomeçar.

O júri de longa metragem decidiu conceder Menção Honrosa ao filme Pedacinho de Terra, de Nikos Dayandas, que, com sensibilidade, mostra como uma nova geração está procurando uma saída sustentável para a crise europeia.

O filme Pó: O Grande Processo do Amianto foi escolhido pelo júri de longa metragem como melhor filme do 2º filmambiente.

O júri popular escolheu o filme Os Chefões Piraram – com a votação de 83,78% de ótimos.

O Despertar do Tigre Verde” (“Waking the Green Tiger”) dá uma visão histórica, cultural e econômica da China desde a época da revolução comunista de Mao Tsé Tung até os dias de hoje, mostrando como o autoritarismo sem preparo científico pode destruir o meio ambiente, trazendo miséria e catástrofes naturais. Também revela o poder da mobilização ambientalista organizada com o envolvimento dos povos locais que resultou na lei do impacto ambiental, num país que tem ainda o controle do Estado.

O documentário de Gary Marcuse demonstra também como decisões equivocadas podem desequilibrar ecossistemas e influenciar negativamente as vidas de populações. Um dos méritos do filme é o de mostrar que mobilizações firmes e consistentes podem literalmente quebrar barreiras e motivar reações que vão de encontro a quaisquer sistemas econômicos e políticos, mesmo os mais autoritários.

“O Despertar do Tigre Verde” registra ainda uma grande demonstração de solidariedade e de engajamento na defesa dos patrimônios humano e ambiental. E nos leva à refletir que tristes exemplos gerados por decisões governamentais equivocadas podem servir como exemplo e estímulo para evitar a continuação de erros ainda maiores.