Convidados 2015

Agostinho Vieira - JURI DE LONGA METRAGEM

Formado em Jornalismo pela UFRJ, foi repórter de Cidade e Política, editor, editor-executivo e diretor-executivo do jornal O Globo. Foi diretor-geral de Jornalismo da Rádio CBN. Ganhou o prêmio Esso de Jornalismo, em 1994 e um prêmio da Society of Newspaper Design, em 1998.  Tem pós graduação em Gestão de Negócios pelo Insead (Institut Européen d'Administration des Affaires - França), e Gestão Ambiental pela Coppe/UFRJ. Nos últimos cinco anos foi o responsável pela coluna Economia Verde, do Globo, e pelo blog no Globo Online. Atualmente está envolvido com o lançamento do Projeto Colabora, um novo site jornalístico que vai tratar de sustentabilidade e de economia colaborativa.

Amanda Costa - JURI DE CURTA METRAGEM

Formada em Vídeo pela Oi Kabum! Escola de Arte e Tecnologia e cursando o 2° Período em Produção Audiovisual pela Universidade Estácio de Sá. Dentre sua experiência profissional, inclui-se a Direção de Elenco no curta metragem Marias e Roteiro e direção no curta O poeta que fugia.

Ana Beatriz Ferreira - JURI DE CURTA METRAGEM

Formada em produção de eventos no Senac Rio, Video na Oi Kabum - Escola de Arte e Tecnologia e Musicista no Scenarium Musical. Trabalha com produção, direção e edição. Idealizou e realizou o Projeto Coletando, Deixa Ser Natural e o curta-metragem Aí Depende. Participou do grupo Quarteirão Musical, da oficina World Press Photo + Kabum - repórteres multimídia. Atualmente participa do Projeto Antagonistas e do Cineclube Pingado.

Arthur Frazão & Tiago Carvalho - DIRETORES DO FILME "GERAIS"

.

Carol Sá - WORKSHOP ALIMENTOS: APROVEITAMENTO TOTAL

Mineira de Andrelândia, a cozinha faz parte de sua história de vida. Cursou biologia e atualmente está concluindo a Gastronomia na Unisuam. Carol  já participou de cursos e trabalhou em restaurantes na área de alimentação natural. É proprietária do Ecobuffet Basmati e líder do convivium Slow Food Rio - Zona Norte, onde coordena diversas ações na área de educação do gosto e promoção de hábitos saudáveis. Um dos projetos é o Disco Xepa, que levanta a temática do desperdício alimentar.

Cosima Dannoritzer - DIRETORA DO FILME A TRAGÉDIA DO LIXO ELETRÔNICO

Documentarista, especializada em história, ecologia e a relação entre tecnologia e sociedade. Tem feito filmes para canais de televisão na Inglaterra, Alemanha e Espanha desde 1992. A Tragédia do Lixo Eletrônico é seu mais recente trabalho. Seu filme anterior – Comprar, trocar, Comprar (Filmambiente 2011), sobre a história e os impactos da obsolecência planejada, foi distribuido para mais de 30 territórios e ganhou 10 prêmios em festivais internacionais.

Coti Donoso - DIRETORA DO FILME QUANDO RESPIRO

Comunicadora Audiovisual e Psicóloga, é Produtora, diretora, roteirista e montadora. Tem uma larga e reconhecida carreira como montadora de documentários, mas é também bem sucedida como diretora. A realização de Quando Respiro ganhou o fundo audiovisual de 2007 e 2009; Conce Blues, obteve o fundo de CORFO em 2007 e Um Século pelo Chile, se destacou como uma produção motivada pelos 100 anos do Partido Comunista do Chile. É professora assistente do Instituto da Comunicação e Imagem da Universidade do Chile, onde dá aulas de montagem e técnicas de Investigação em Comunicação, para a graduação em Cinema e Televisão.

Edgar Duvivier - JURI DE LONGA METRAGEM

Pintor, escultor e músico, Edgar desistiu da carreira de advogado aos 23 anos e foi estudar música em Boston. Formado pelo Berklee College of Music, dedicou-se a fazer trilhas para cinema, televisão e teatro, onde se consagrou musicando peças de Mauro Rasi ("Estrela do Lar") e Naum Alves de Souza ("Cenas de Outono", que rendeu-lhe o prêmio Mambembe). No cinema, musicou filmes de Eduardo Coutinho, José Resnik e Miguel Faria Jr., cujo filme Stelinha lhe valeu o prémio Kikito de melhor trilha sonora no Festival de Gramado. Suas esculturas estão em locais públicos por toda a cidade, já participou de exposições em Nova York e Chicago e tem obras na Europa e na África.

Francisco Gabriel de Souza - JURI DE CURTA METRAGEM

Formado em video na Oi Kabum, cursando CCE PUC-Rio - Cinema, Criação e Pensamento. Filmes realizados: na função roteirista e assistente de direção, Plano do Ano(2014), que participou do Encontro de Cinema Negro Brasil, África e Caribe Zózimo Bulbul. Na função de captador de áudio, design de áudio e editor, Todo os Dias são Meus (2015), que participou do festival 72 horas.

Felipe Pena - DIRETOR DO FILME "SE ESTA VILA FOSSE MINHA"

.

George Augusto - DIRETOR "VAI QUE É TUA TAFARINHA"

George mora em Manaus, tem mais de 20 curtas no currículo, entre direção e produção, além de outras participações como editor e continuista. Trabalha com educação nas escolas publicas de ensino de Manaus, usando o cinema como ferramenta.

Laurence Guenoun – DIRETORA DE JARDIM DA ESPERANÇA

Fotógrafa, nasceu em Paris em 1969 e já viveu no Rio de Janeiro. Seu trabalho gira em torno de histórias sociais e urbanas, publicidade, moda. Iconoclasta, sua sensibilidade a fez registrar os lutadores brasileiros de luta livre, apoiar associações localizadas no coração das favelas e capturar esperança em aldeias haitianas, com Planète Urgence. Iniciou em 2008 a revista online Plateforme, que tem atualmente mais de 3.000.000 acessos.

Matteo Bastianelli – DIRETOR DE MAREADO

Fotógrafo freelance e documentarista, mas ele trabalha principalmente em projetos pessoais de longa duração relacionados a questões polítcas, sociais e ambientais, na Italia, Europa e nos Balcans. Suas fotos já foram publicadas nos mais importantes veículos do mundo,como New York Time, TIME lightbox, Newsweek Japão, L Expresso, Discovery Channel e outros. E seus trabalhos foram premiados no Iran, Italia, França, Alemanha, Estônia, Turquia, Holanda e USA. Ele juntou-se à Agencia Echo em 2015.

Marcio Isensee e Sá - DIRETOR DO FILME "UM RIO EM DISPUTA"

.

Myriam Gast-Loup – JURADA DE LONGA

Depois de seu master em Cinema, foi programadora  de filmes e instrutora, ensinando análise cinematográfica para alunos de escolas secundárias na região de Ile de France. Trabalhou em festivais – Paris Film Fest, Costumes e Cinema Film Fest de Paris, Moulins-sur-Allier e Tunísia - e para o governo do Estado de Ille- de-France, como programadora e coordenadora. Entre 2006 e 2008 trabalhou na distribuidora KMBO, no setor de Marketing e Patrocínio. Desde 2009 é a programadora chefe do FIFE, festival ambiental realizado em Paris, com cerca de 100 filmes, documentários para internet, workshops e encontros profissionais, recebendo mais de treze mil espectadores anuais.

Paulo Adario - REPRESENTANTE GREENPEACE NO FILME "COMO MUDAR O MUNDO"

Um dos fundadores do Greenpeace Brasil e, desde 2001, coordena a campanha da Amazônia. Apaixonado pela floresta amazônica, Adário luta por um modelo de desenvolvimento responsável para a região, combinando proteção ambiental e justiça social para mais de 20 milhões de pessoas que vivem na Amazônia brasileira. É autor de diversos relatórios sobre a atividade madeireira ilegal. Por expor os responsáveis pela destruição da floresta, em particular a máfia do mogno, sofreu ameaças de morte e recebeu proteção da Polícia Federal no final de 2001. Também estabeleceu o primeiro contato entre o Greenpeace e os índios Deni, tendo comandado uma bem-sucedida campanha que resultou na demarcação da terra indígena Deni.

Rachel Boynton – DIRETORA DE BIG MEN, O FILME

Produtora, diretora, conhecida pelos filmes Nossa marca é a Crise (2005),Big Men (2013) e Medo com Fundamento (2000). Produziu e dirigiu o bem sucedido Nossa Marca é a Crise, que recebeu diversos prêmios, inclusive Melhor Documentário da Ass Internacional de Documentarios e foi indicada ao Spirit Award. O filme foi exibido na BBC, HBO América Latina, ARTE,VPRO, e outras e nos Estados Unidos, no Canal Sundance. Realizou ainda Desfile Perfeito, como produtora, diretora e fotógrafa e produtora associada de Pessoas como nós: classe social na América. Graduada na Universidade de Brown, no Instituto de Estudos Políticos de Paris, e em jornalismo, pela Columbia, vive em Nova York com marido e dois filhos.

Renata Souto - PALESTRANTE PAINEL HORTAS URBANAS

A mãe da Dandara, do Theo e do Pablo é engenheira agrônoma,  mestre em Solos e Agroecologia. Atua no Programa de Agricultura Urbana da AS-PTA e na Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro, rede formada por grupos e instituições que fortalecem as experiências em agroecologia do estado do Rio. Tem trabalhado com mulheres agricultoras dando visibilidade ao trabalho nos quintais, especialmente os quintais urbanos e no resgate do conhecimento popular a respeito das sementes, da diversidade de espécies vegetais e do manejo agroecológico.

Roman Gaus – PALESTRANTE PAINEL HORTAS URBANAS

Fundador e diretor geral do Urban Farmers, uma empresa de tecnologia limpa pioneira em hortas em telhados. A empresa nasceu na Universidade de Ciências Aplicadas de Zurich e é líder em tecnologia de aguaponia, que economiza água, energia, e nutrientes, enquanto cria peixes e plantas em malha integrada. Roman é um dos líderes do movimento emergente de agricultura urbana e, antes de criar sua compania, trabalhou por mais de dez anos em empresas de alimentos como Procter&Gambler, Novartis e outras, nos Estados Unidos e Europa. Vive atualmente com a mulher e dois filhos em Zurich, Suíça.

Sylvie Rokab – DIRETORA DE LOVE THY NATURE

Ganhadora de um Emmy, diretora e documentarista premiada, com mais de vinte anos de experiência como produtora, diretora, fotógrafa, editora e roteirista em cinema e televisão. Fundou a In The Light Productions, uma empresa empenhada em criar filmes que divirtam, eduquem e inspirem. Nascida no Rio de Janeiro, vive há 25 anos nos Estados Unidos, na cidade de Los Angeles.